Página melhor visualizada nos formatos Bêbado ou Alterado Por Substâncias Psicotrópicas

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Jingle Bells Meu Ovo!


Opa!
Agora inauguramos uma nova empreitada dentro do Bem Desocupado:
"Os Contos Desocupados"!

Para começar essa nova seção do blog, um conto natalino!
Aos moldes clássicos, com riminhas, moral e tudo que tem direito...
Ou quase.
Senta que lá vem história!



NATALTSKY

Existia uma terra,
longe além.
Onde ninguém se ferra,
mas sempre existe alguém.

Um pequeno garoto não tinha natal.
Não era limpador de chaminés ou mendigo, o tal.
Karl ele se chamava,
mas natal para ele não faltava.

Ele se fazia socialista,
e não comprava presente!
Só para fazer frente,
contra essa data capitalista!
Mas um plano tinha em mente.

Difundir o seu modo político,
para que deixasse de ser mítico.

Mas existia um Monstro muito mal,
Monstro branco, azul e vermelho.
Esse Monstro ganhou com o natal,
e o pequeno Karl se viu como "O" pentelho.
Não queriam mais ser socialistas,
pois o Monstro os devorava ao alcance das vistas.

Nosso pequeno Karl com o Monstro foi lutar,
e suas idéias tentar implementar.
Alguns gostaram.
E o ajudaram.
A cor vermelha adotaram.

O Monstro, porém, não sabia argumentar.
Sua retórica não ajudava em nada.
E o Monstro só sabia mesmo brigar e a força bruta usar.
Então de Karl cobriu a fala.
E com guerras começou a atacar.
Sua posição geográfica também vinha a ajudar.

Karl tentou se defender,
assim como seus rubro-amigos.
Mas o monstro sabia o que fazer!
"Poderiamos simplesmente... Criar um dia para dar presente!"
E presentes começou a vender.

O Monstro aqueceu o mercado...
E o socialismo quase todo derrotou.
Pequeno Karl viu que tinha se ferrado,
e o natal adotou...

Agora dá presentes para seus chegados.
Esquecendo o verdadeiro significado,
do que é o natal.
Fazendo bondades sem igual!
Mas só por um tempo...
No resto ignora tudo como vento.

E o Monstro ganhou outra vez...
O capitalismo venceu!
"Ele provou para vocês!"
E ainda sua própria carteira aqueceu!
Karl fazendo um papelão, aprendeu uma lição:
Que por mais que você queria fazer o que é certo, tudo se esquece quando um presente é aberto!



Pois é galera, o garoto Karl não conseguiu implantar seu sistema socialista pelo mundo graças a um Monstro e seu sistema capitalista vigente...
Mas o pequeno Karl tinha um amigo que ainda luta: o menino Kim.
Só que isso é para uma próxima vez.

Até o próximo e emocionante episódio!




Bem Desocupado Soundtracks: Now Playing - A Kind Of Hope - PILOT SPEED.

9 comentários:

  1. Opa! Bacana a história sobre o natal e a crítica que há ao consumismo exacerbado que existe nesta época.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Putz, depois vc pega seu presente...rs
    E ah, não vou dormir!!! Vou esperar o ano q vem pra saber o q vai acontecer com o Kim... Bj na bunda!

    ResponderExcluir
  3. Excelente seu conto natalino.Existe um exagero de consumismo nesta epóca desnecessária.

    ResponderExcluir
  4. caracas Binho, você está se saindo um carinha muito danadinho.

    Otima "história" sobre o natal, e um belo jeito de mandar essa historia de presentes e comida e COCA-COLA pro espaço!
    Beijos, sempre nóiz tio! :D

    áaah, feliz natal! :D

    ResponderExcluir
  5. hahaha. Você é bom nisso hein Binho?
    Já disse que gosto do que você escreve né?

    beijoooo.

    ResponderExcluir
  6. Natal é um tédio, uma chatice brega. Só assim para ver alguma graça nesta data...

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  7. O legal do seu blog, Robinho, é que apresenta o humor de uma forma inteligente, com ótimas referências literárias, musicais, etc.
    Já comentei em tudo aqui.

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir

Rabisque uma opinião.